RADIOCORREDOR: Brasil Rádio Show: resumo do evento

Translate

RADIO CORREDOR - MONTAMOS A SUA willian.radio@gmail.com

TENHA SUA PRÓPRIA RÁDIO. MANDE UM WHAT´S UP 21 982240993
MONTAMOS A SUA RÁDIO, ENSINAMOS A OPERAR.

INVESTIMENTO: R$ 99,00 ÚNICO PARA INSTALAÇÃO E R$ 26,00/ MÊS. Também instalamos sua "rádio de poste" valores comerciais sem absurdos. Quer investir em rádio, fale conosco. VOCÊ MESMO OPERA E COLOCA EM SEU BLOG.

Acesse: https://www.facebook.com/CRIARMINHARADIO

domingo, 20 de maio de 2012

Brasil Rádio Show: resumo do evento


Após quase três semanas de seu término, o balanço final da 1ª edição do Brasil Rádio Show foi de grande impacto. A primeira prova disso estão nas dezenas de veículos que noticiaram os debates e bastidores do evento - o primeiro na cadeia nacional que reune o trade publicitário, acadêmico e industrial do rádio.


Com apoio e parceria da Francal Feiras e da AES Brasil Expo 2011, a primeira edição do Brasil Rádio Show, que ocorreu entre 17 e 19 de maio, no Anhembi, em São Paulo, organizado pela Embrasec, se revelou um sucesso ao contribuir para a marca de 6.500 interessados no universo do áudio e do rádio.

O público, formado por radialistas, engenheiros e técnicos de áudio, radiodifusores e empresários de diversos setores, como fornecedores de equipamentos, músicos, estudantes e profissionais de comunicação, pôde trocar experiências e compartilhar informações valiosas sobre as novas tendências dos dois setores.
O Congresso Brasil Rádio Show obteve grande repercussão, os painéis tiveram sala lotada durante os três dias de evento. A regulamentação, o rádio digital, o futuro do AM e as novas plataformas, a relação entre a publicidade e o rádio e muitos outros assuntos atraíram as atenções. Transmitido via web pela Cross Host, o Congresso teve mais de 500 acessos únicos, com picos de 260 conexões ao mesmo tempo. Palestrantes como Toninho Rosa, vice-presidente executivo do Grupo Mix, Heródoto Barbeiro, jornalista e apresentador da Record News, Ronald Barbosa, diretor de tecnologia da ABERT, André Barbosa, assessor especial da Casa Civil, Rubens Doné, diretor de mercado da Rádio Itatiaia, Irineu Toledo, apresentador do Primeiro Programa, da Rádio Transamérica, o jornalista e radialista Álvaro Bufarah, o produtor Tula Minassian, dentre outros tantos nomes importantes do rádio, falaram sobre temas de interesse do meio.
Em paralelo também foi realizada uma feira de produtos e serviços que reuniu, juntamente com a AES Brasil Expo, no Palácio de Convenções do Anhembi, os principais fornecedores de equipamentos e tecnologia para radiodifusão.
Na AES Brasil Expo, além da feira, o destaque foi o maior número de palestras internacionais que tiveram turma lotada durante todos os dias de curso.
A jornada da digitalização
O dia 17 de maio amanheceu com um olhar sobre o futuro do rádio a caminho da digitalização. Após uma década em busca do formato ideal para o rádio digital brasileiro, nenhum dos modelos se firmou. O assunto foi intensamente debatido durante primeiro dia do evento Brasil Rádio Show, que começou neste 17 de maio, no Anhembi, em São Paulo.

Na mesa de debates sobre o tema “Viva o Rádio Digital”, André Barbosa, assessor especial da casa civil, diz que vai levar projeto à Câmara para montar o Comitê de Desenvolvimento do rádio digital, similar ao da TV. “precisamos nos espelhar na experiência exitosa da TV digital, cujo fórum reúne desde 2006 todo segmento da indústria, universidades e radiodifusores, para dialogar sobre temas e interesses complexos. O amálgama de divergências permitiu a construção de um sistema ideal, e o mesmo deve ser feito no rádio”, argumenta.

O diretor de tecnologia da Abert, Ronald Barbosa, foi outro convidado do painel. Ele afirma que o modelo de rádio digital como era discutido acabou. “Mas ao mesmo tempo ele está nascendo”. E complementa: “Nós sabemos que a velocidade para decidir um padrão é incompatível com a aceleração tecnológica que vemos no mundo.  Basta olhar como os celulares começaram, até chegar ao nível dos smartphones e tablets”. Para ilustrar o raciocínio, o diretor comparou o rádio digital com a adolescência: “A natureza nos ensina que para sermos maduros, é necessário nascer, ter infância e tornar adulto. Isso acontece com toda tecnologia”, exemplifica.


Marco Túlio, gerente de Tecnologia do Sistema Globo de Rádio, afirmou que a experiência da CBN com o padrão norte-americano HD Rádio e com o europeu DRM mostrou que os dois sistemas são muito parecidos. Outra conclusão foi que o rádio AM não pode ser atendido com qualidade por ambos. “Os dois sistemas têm royalties e a pergunta que precisa ser feita é: qual o valor que isso tem para o anunciante, o ouvinte e o investidor?”, questiona.

Já o professor e doutor em comunicação pela UMESP, Flávio Archangelo, chamou a atenção para o problema dos royalties “A digitalização precisa trazer incremento de informação e conteúdo para o radiodifusor. Tecnologias de comunicação não são só questões comerciais, elas precisam estar abertas para o uso de universidades e da sociedade de maneira geral. O governo brasileiro terá coragem de pedir a abertura de patentes dessas tecnologias?”
A publicidade do Rádio
Com a moderação do editor da Adnews, Paulo Rosa, a relação entre o rádio e a propaganda foi o tema que deu início ao segundo dia do Brasil Radio Show, dia 18 de maio. O painel reuniu jovens referências nas agências de publicidade, como Ariane Denardi, planejadora de mídia da Salles Chemistri, Moacyr Neto - mais conhecido como "Moa" - diretor de criação da DM9, bem como o redator da Talent, Pedro Buzzo.

Ariane afirmou que o rádio sabe aproveitar as multiplataformas e destacou a penetração do meio com o público alvo. "O rádio representa estratégia de mídia fundamental da Talent. Eu vejo a chamada reinvenção do rádio na customização, em que a influência desta meio tradicional se apropria da credibilidade que a marca traz". Para ela, as emissoras devem utilizar todas as plataformas para envolver o consumidor. "O rádio precisa ter um pensamento 360º para estar ainda mais perto, e utilizar a inteligência regional como matriz da publicidade", explica.

Já o diretor "Moa" revela que conheceu primeiro a internet para traçar estratégias em rádio. Ele conta que não se pode fazer a defesa de um meio isoladamente. "A necessidade de acessar o conteúdo é cada vez maior", complementa. Ele demonstrou um case de sucesso da Brastemp para ilustrar uma saída comercial para as emissoras. "O que vale sempre é fazer uma campanha que fique presa à cabeça."Dá trabalho, mas vale a pena fazer uma mensagem que faça diferença na vida das pessoas. O reconhecimento é garantido", argumenta.

Pedro Buzzo apontou como entrave o que chama por "varejização" na elaboração comercial da rádio, mas disse que é possível e gratificante quando é bem feito. Ele Mencionou uma campanha de sucesso do Guaraná na região Nordeste, que se utilizou de locutores locais influentes para assegurar o alcance da marca. "Vejo o rádio como a própria rede social, capaz de substituir e fazer a diferença no criativo", finaliza.
O conceito cloud e o futuro do rádio
O último dia de congressos do Brasil Radio Show amanheceu com um olhar sobre as novas tecnologias para rádio. O painel “Com os pés no chão e a cabeça ‘into the cloud” inaugurou uma gama de discussão sem precedentes nas plenárias de comunicação no Brasil. Assumindo a mediação do painel, o diretor da Abert, Ronald Barbosa trouxe do evento da NAB, que ocorre em Las Vegas, a ideia de aplicar o conceito de computação nas nuvens para emissoras de rádio.
A discussão foi composta por engenheiros e consultores, com a proposta de esclarecer o conceito cloud e sua eficiência para a radiodifusão. Barbosa atentou para um cenário promissor, apesar de complexo na realidade das emissoras. “Não podemos tirar os pés do chão e perder as referências do público. O cloud é uma tendência moderna nas rádios norte-americanas. É uma gestão que pode se tornar competitiva, mas é uma ótima oportunidade de negócios”, argumenta.

Para conduzir o tema, foi chamado o Ph.D e chefe de tecnologia da Nokia Siemens na América Latina, Wilson Cardoso, que comparou o modelo a um grande ‘elefante de negócios’. “Há três anos os institutos de pesquisa dos Estados Unidos tentam definir a ‘nuvem’. De uma forma simples, podemos imaginar uma rede de computadores operando simultaneamente, para compartilhar recursos de hospedagem de determinada empresa em um servidor remoto” .

As vantagens, segundo Cardoso, é que uma gestão bem implementada é capaz de reduzir insumos da empresa em cerca de 90% com Tecnologia da Informação. Ele exemplifica contando que os servidores de hospedagem do Paquistão e Irlanda, por exemplo, podem funcionar integrados e a baixo custo. Com base nesses exemplos, ele argumenta que as rádios podem armazenar boa parte de seus dados musicais, informação e conteúdo de forma a promover grande economia com operações comerciais e artísticas.
RDS e TMC - O rádio do futuro
O congestionamento dos grandes centros possui um serviço de inteligência que não é explorado no Brasil. O chamado canal de mensagem de trânsito (ou TMC) é uma plataforma capaz de comportar dados em um autorrádio ou navegador GPS, por exemplo, de forma a auxiliar o motorista para quaisquer eventualidades de tráfego urbano – desde acidentes, obras, paralisações, trânsito carregado dentre outros. O serviço usa como base o sistema RDS, tecnologia já conhecida dos radiodifusores e que permite a transmissão de caracteres no dial dos aparelhos de rádio.

O tema ganhou destaque no painel do evento Brasil Radio Show na manhã de 19 de maio, o último dia dos congressos. O gerente de novos negócios da Magnet Marelli, Ricardo Takahira, afirma que o valor agregado da tecnologia está na solução de navegação de mapas. “O RDS-TMC é mais útil para zonas urbanas, onde se concentra grande volume de carros. Eu utilizo o serviço de mensagem de trânsito diariamente em São Paulo, e percebo que aqui ele se torna mais essencial do que em Tokio”, compara Takahira, ao revelar que não dá partida no carro sem ativar o seu TMC.

O gerente evidenciou serviços adicionais do dispositivo, como cálculo do preço de combustível. “O canal já possui uma atualização para valores ao abastecer, informando o preço do álcool e da gasolina em cada posto. Ele faz um balanço interno e te indica a opção mais econômica”, detalha. A combinação RDS-TMC agrega um conjunto de funções sobre roteiros culturais, informando a programação e localização. “Também é possível disponibilizar todo esse conteúdo que encontramos na Vejinha pelo serviço de texto do RDS”.
Postar um comentário

RADIOCORREDOR

RADIO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PR Newswire:

SUA RÁDIO ON-LINE, ON-TIME, FULL-TIME

Rádio - Noticías

Sua Rádio no Celular

AGENCIA

Empregos, Oportunidades, Vagas

Rádio em Revista - uma publicação da Escola de Rádio

Últimas notícias

Comente no Face

Rádio Saúde

Minha lista de blogs

RADIO DICAS

  • http://www.maquinadotempo.net/TutorialZaraRadio/Dicas-ZaraRadio.htm
  • http://marketingpublicidade.com/dicas-para-fazer-anuncios-de-radio

Blog Mídias Sociais

Linkd In